Destaques

Auxílio Reconstrução: R$ 5,1 mil vão estar na conta de 34 mil famílias gaúchas até quinta-feira

today29/05/2024 43

Fundo
share close

O processo de pagamento do Auxílio Reconstrução para famílias gaúchas desabrigadas ou desalojadas avançou nesta terça-feira (28). Ao todo, 34.196 famílias vão receber, até a próxima quinta-feira (30), o primeiro lote do benefício de R$ 5,1 mil. Outras ações para ajudar na recuperação dos municípios afetados pelas enchentes também marcaram o dia, como a entrega de bombas para auxiliar no escoamento da água em Porto Alegre e o sobrevoo de ministros do governo Lula para detalhamento de áreas inundadas.

O pagamento do auxílio para as 34.196 famílias, a maioria da cidade de Canoas, será feito pela Caixa Econômica Federal no valor total de R$ 174,3 milhões. Nessa segunda-feira (27), 44.592 famílias puderam confirmar os dados cadastrados pelas prefeituras para terem acesso ao benefício.

“Ainda temos 10.396 famílias que não confirmaram os dados. É importante que elas façam isso o mais rápido possível para que tenham acesso aos R$ 5,1 mil, após o envio das informações para a CAIXA”, alertou o ministro da Integração e do Desenvolvimento Regional, Waldez Góes, em coletiva de imprensa realizada na Superintendência do Banco do Brasil, em Porto Alegre.

O ministro ressaltou ainda que, até o momento, a cidade de Porto Alegre está com 22.700 famílias cadastradas. “É importante destacar que os municípios podem ir alimentando o sistema à medida em que novos dados chegam. Nosso objetivo é agilizar o processo de liberação do dinheiro”, completou Waldez, agradecendo o empenho da Dataprev e da CAIXA. Confira todas as informações sobre o Auxílio Reconstrução.

Os ministros da Reconstrução, Paulo Pimenta; da Agricultura e Pecuária, Carlos Fávaro; das Cidades, Jader Filho; da Saúde, Nísia Trindade; de Minas e Energia, Alexandre Silveira; do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome, Wellington Dias, e da Secretaria-Geral da Presidência da República, Márcio Macedo, também estão no Rio Grande do Sul.

Até o momento, o Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional (MIDR) aprovou R$ 322,5 milhões para atender 210 municípios gaúchos. Ao todo, 431 planos de trabalho também foram aprovados.

Até a publicação desta matéria, foram registradas 169 mortes. Atualmente, há 50 pessoas desaparecidas, 581.638 desalojadas, 48.789 em abrigos e 2.345.400 afetadas de alguma forma pelo desastre. O número de resgate de animais chegou a 12.521 e, até agora, 471 municípios foram atingidos pela chuva.

Escoamento da água e sobrevoo de áreas alagadas

Nesta terça, a comitiva do Governo Federal participou da entrega de bombas da Petrobras para ajudar no escoamento da água em Porto Alegre. Os ministros também sobrevoaram o bairro de Mathias Velho, um dos mais atingidos da cidade de Canoas, e a Região Metropolitana de Porto Alegre.

“A prioridade agora é o escoamento da água dos municípios e a limpeza pública. É fundamental retirar a água e ir limpando cada bairro. Nós já temos bombas da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), da Petrobras, da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), dos produtores rurais, do Ceará, de Alagoas, da Bahia, de Pernambuco e, também, bombas alugadas”, disse o ministro Waldez.

Planos de reconstrução

O Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regio

O processo de pagamento do Auxílio Reconstrução para famílias gaúchas desabrigadas ou desalojadas avançou nesta terça-feira (28). Ao todo, 34.196 famílias vão receber, até a próxima quinta-feira (30), o primeiro lote do benefício de R$ 5,1 mil. Outras ações para ajudar na recuperação dos municípios afetados pelas enchentes também marcaram o dia, como a entrega de bombas para auxiliar no escoamento da água em Porto Alegre e o sobrevoo de ministros do governo Lula para detalhamento de áreas inundadas.

O pagamento do auxílio para as 34.196 famílias, a maioria da cidade de Canoas, será feito pela Caixa Econômica Federal no valor total de R$ 174,3 milhões. Nessa segunda-feira (27), 44.592 famílias puderam confirmar os dados cadastrados pelas prefeituras para terem acesso ao benefício.

“Ainda temos 10.396 famílias que não confirmaram os dados. É importante que elas façam isso o mais rápido possível para que tenham acesso aos R$ 5,1 mil, após o envio das informações para a CAIXA”, alertou o ministro da Integração e do Desenvolvimento Regional, Waldez Góes, em coletiva de imprensa realizada na Superintendência do Banco do Brasil, em Porto Alegre.

O ministro ressaltou ainda que, até o momento, a cidade de Porto Alegre está com 22.700 famílias cadastradas. “É importante destacar que os municípios podem ir alimentando o sistema à medida em que novos dados chegam. Nosso objetivo é agilizar o processo de liberação do dinheiro”, completou Waldez, agradecendo o empenho da Dataprev e da CAIXA. Confira todas as informações sobre o Auxílio Reconstrução.

Os ministros da Reconstrução, Paulo Pimenta; da Agricultura e Pecuária, Carlos Fávaro; das Cidades, Jader Filho; da Saúde, Nísia Trindade; de Minas e Energia, Alexandre Silveira; do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome, Wellington Dias, e da Secretaria-Geral da Presidência da República, Márcio Macedo, também estão no Rio Grande do Sul.

Até o momento, o Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional (MIDR) aprovou R$ 322,5 milhões para atender 210 municípios gaúchos. Ao todo, 431 planos de trabalho também foram aprovados.

Até a publicação desta matéria, foram registradas 169 mortes. Atualmente, há 50 pessoas desaparecidas, 581.638 desalojadas, 48.789 em abrigos e 2.345.400 afetadas de alguma forma pelo desastre. O número de resgate de animais chegou a 12.521 e, até agora, 471 municípios foram atingidos pela chuva.

Escoamento da água e sobrevoo de áreas alagadas

Nesta terça, a comitiva do Governo Federal participou da entrega de bombas da Petrobras para ajudar no escoamento da água em Porto Alegre. Os ministros também sobrevoaram o bairro de Mathias Velho, um dos mais atingidos da cidade de Canoas, e a Região Metropolitana de Porto Alegre.

“A prioridade agora é o escoamento da água dos municípios e a limpeza pública. É fundamental retirar a água e ir limpando cada bairro. Nós já temos bombas da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), da Petrobras, da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), dos produtores rurais, do Ceará, de Alagoas, da Bahia, de Pernambuco e, também, bombas alugadas”, disse o ministro Waldez.

Planos de reconstrução

O Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional começou a receber planos de trabalho para a reconstrução das áreas destruídas pela chuva. Até o momento, 42 planos de reconstrução estão em análise pelo ministério.

Escrito por Jornalismo

Rate it

Post anterior

Rádio Santa Cruz

Política

Congresso derruba vetos de Lula e volta a proibir “saidinha” de presos

O Congresso derrubou nesta terça-feira (28) vetos do presidente Luiz Inácio Lula da Silva à proposta que acaba com a saída temporária dos presos, a popularmente conhecida como “saidinha”, em feriados e datas comemorativas, como Dia das Mães e Natal. A discussão no Congresso da proposta se arrasta desde 2013. A decisão dos parlamentares restringe ainda mais as saidinhas, porque também proíbe que os detentos deixem os presídios temporariamente para visitar […]

today29/05/2024 20

Comentários da publicação (0)

Deixe uma resposta

O seu email não vai ser publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *


Rádio Santa Cruz | Rua Ramiro Barcelos, 737 – Centro | Santa Cruz do Sul – RS / CEP 96810-054

Websites: Magicpage

0%