Política

Câmara de Vereadores de Santa Cruz realiza sessão extraordinária para debater Programa Estadia Solidária Municipal

today31/05/2024 29

Fundo
share close
Rádio Santa Cruz

Foto: Jacson Stülp

A Câmara de Vereadores de Santa Cruz do Sul foi convocada pelo presidente Gerson Trevisan (PSDB), a pedido da prefeita Helena Hermany, para uma sessão extraordinária na próxima segunda-feira, dia 3, às 15h, no Plenário Vereador Nilton Garibaldi.

O objetivo é apreciar o projeto de lei que institui o Programa Estadia Solidária Municipal no município. O projeto prevê a disponibilização de suporte financeiro temporário para a família acolhedora do núcleo familiar desabrigado por enchentes ou outras calamidades naturais, sob a coordenação da Secretaria Municipal Habitação e Regularização Fundiária.

Terão acesso ao Programa Estadia Solidária Municipal, famílias com residências afetadas ou destruídas por motivo decorrente de situação de emergência ou calamidade pública, incêndio, alagamento, deslizamentos e desabamento, reconhecidas pela Defesa Civil, através de laudo de vistoria devidamente fundamentado, que não possuam outro imóvel próprio em condições de habitabilidade.

A prioridade na concessão do benefício, segundo a proposta, são as famílias que contenham em seu núcleo crianças, idosos ou pessoas com deficiência. A situação de emergência e as condições socio-econômicas das famílias deverão ser atestadas pela Defesa Civil de Santa Cruz do Sul e pelas assistentes sociais da Secretaria Municipal de Habitação e Regularização Fundiária, através de visita domiciliar. O valor do subsídio financeiro será de R$ 1.200,00 mensais, por prazo de 12 meses, sem possibilidade de prorrogação.

As famílias que se enquadrarem nos critérios de elegibilidade do Programa Estadia Solidária Municipal deverão apresentar na Secretaria Municipal de Habitação e Regularização Fundiária documentos como uma cópia do CPF; comprovante de Residência anterior a situação de emergência ou calamidade pública decretada pelo Poder Público Municipal; laudo emitido pela Defesa Civil que determine a desocupação do imóvel que residia.

Após análise e aprovação, o valor do benefício será depositado diretamente na conta de titularidade do responsável pela família acolhedora. O acompanhamento regular do benefício será realizado através de visitas periódicas às famílias beneficiadas que deverão fornecer ao município, relatórios mensais que demonstrem as condições habitacionais favoráveis e o uso adequado do benefício.

A ideia do Executivo é minimizar o tempo que as famílias passam em abrigos improvisados, casa de familiares e/ou amigos, em condições inadequadas, proporcionando à família acolhedora uma rede de segurança financeira para que tais famílias possam se recuperar e reconstruir de suas vidas. O valor dará suporte à família acolhedora, que automaticamente terá maiores custos com água, energia elétrica, alimentação, entre outros.

Escrito por Jornalismo

Rate it

Post anterior

Rádio Santa Cruz

Clima

Junho deve ser menos chuvoso e com temperatura acima da média, aponta MetSul

Após maio ter sido marcado pela maior tragédia climática da história do Rio Grande do Sul, junho deve ter chuva abaixo da média para o mês, conforme informações da MetSul Meteorologia. A previsão é uma boa notícia para a população que tenta voltar a algum senso de normalidade depois da catástrofe. Embora seja pelos padrões históricos um dos meses mais chuvosos do ano, junho vai parecer um mês pouco chuvoso. […]

today31/05/2024 17

Comentários da publicação (0)

Deixe uma resposta

O seu email não vai ser publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *


Rádio Santa Cruz | Rua Ramiro Barcelos, 737 – Centro | Santa Cruz do Sul – RS / CEP 96810-054

0%