Notícias

Cisvale, Seasc e CREA-RS organizam força-tarefa para avaliação de imóveis atingidos nas enchentes

today17/05/2024 155

Fundo
share close

Ação realizada em parceria foca na emissão de laudos para permitir a volta para casa das famílias; trabalho é voluntário e ocorre em auxílio aos municípios para dar sequência ao processo de reconstrução das cidades

O Consórcio Intermunicipal de Serviços do Vale do Rio Pardo (Cisvale), A Sociedade dos Engenheiros e Arquitetos de Santa Cruz do Sul (Seasc) e o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Estado do Rio Grande do Sul (CREA-RS) realizam, em parceria, a partir do fim de semana uma força-tarefa para a avaliação de 130 imóveis em Sinimbu. O trabalho, que será executado por engenheiros voluntários, tem por principal objetivo acelerar o processo de vistoria e possível liberação de prédios para a reconstrução das cidades atingidas. Além de Sinimbu, o município de Venâncio Aires já demonstrou interesse na parceria firmada entre o consórcio e as entidades.

Segundo a presidente do Cisvale, Sandra Backes, a atividade é de grande importância e chega em um momento crucial para a retomada das atividades nos municípios mais atingidos pelas enchentes. “Em Sinimbu, nosso levantamento inicial aponta que precisamos vistoriar cerca de 130 imóveis, para que possamos saber as reais condições destas construções após os danos causados pela enchente, assim tomar as medidas necessárias neste momento. É uma ajuda de valor incalculável para as centenas de famílias atingidas por esta grande tragédia”, avalia Sandra, que é prefeita de Sinimbu.

Durante o fim de semana, dezenas de engenheiros voluntários do Estado estarão em Sinimbu para a realização das visitas e análises dos imóveis danificados. Todo este material será compilado e analisado, já no início da próxima semana. “Esta agilidade colabora muito com o momento atual. Passada a fase de ajuda humanitária, temos que reunir esforços agora para dar início à reconstrução das cidades”, comenta a presidente.

Para a diretora executiva do Cisvale Léa Vargas, a parceria com a Seasc e o CREA-RS reforça a missão de utilidade pública do consórcio, que atua junto à linha de frente no enfrentamento à situação de crise gerada por conta dos eventos climáticos que prejudicam todo o Estado desde o início do mês de maio. “Estamos em uma situação na qual toda a ajuda é necessária e bem-vinda. A parceria entre a Seasc, Cisvale e os profissionais vinculados ao Conselho Estadual torna-se uma ferramenta poderosa para conseguirmos dar a volta por cima nesta situação de calamidade pública”, diz.”, diz.

Movimento institucional

 O presidente da Seasc, o engenheiro Leo Azeredo explica que a diretoria da entidade entendeu que seria necessário um apoio aos municípios, no que se refere a vistoria das edificações atingidas pelas enchentes. “A partir desta demanda, entendemos que iríamos colaborar de forma técnica com os municípios, por meio do Cisvale. Iniciamos por Sinimbu, onde foi levantada a necessidade de vistoria nestas edificações, para que seja identificada a viabilidade de ocupação e retorno às estas estruturas”, justifica.

Azeredo explica que a partir desta demanda, a Seasc entrou em contato com o CREA-RS, que já realizava um movimento para captação de voluntários no Estado. “Conseguimos aproximar os profissionais técnicos do Cisvale, resultando neste trabalho que irá ocorrer no sábado. Eles irão avaliar o que precisa ser feito, quais as edificações podem ser reocupadas e quais edificações estão comprometidas e as abordagens que precisam ser realizadas”, complementa o engenheiro.

 

Venâncio Aires precisa vistoriar mais de 300 imóveis

Ao lado de Sinimbu, o município de Venâncio Aires integra o grupo de cidades mais atingidas pelas enchentes no Vale do Rio Pardo, estimando em mais de 300 unidades habitacionais que necessitam de vistoria estrutural pós-desastre. Conforme a prefeitura, o município não dispõe da quantidade de mão de obra capaz de fazer frente a esta demanda que é urgente. Todos os demais municípios que necessitarem do serviço podem fazer o pedido ao Cisvale, como Venâncio e Sinimbu. “Por isso que este mutirão que começou após uma visita ao município de Sinimbu tornou viável a realização desta atividade. Já temos mais de 15 engenheiros confirmados, que irão participar da atividade já no fim de semana”, reforça Léa Vargas, diretora executiva do Cisvale.

De acordo com a diretora, a força-tarefa criada para fazer frente à necessidade de vistoria em imóveis conta com a expertise do CREA-RS. “Uma força-tarefa semelhante ocorreu no ano passado, no Vale do Taquari, quando as enchentes de setembro e novembro devastaram vários municípios na região. Trata-se de um trabalho muito importante e necessário para o atual momento, permitindo assim uma avaliação das condições dos imóveis.”, complementa Léa.

Escrito por Jornalismo

Rate it

Post anterior

Notícias

Projeto Guardiões da Defesa Civil capacita alunos e professores para agirem em situação de emergência

Diante do cenário de crise gerado pela enchente que assola o Rio Grande do Sul, a Secretaria de Segurança e Mobilidade Urbana de Santa Cruz do Sul (Sesmob), por intermédio do Programa Guarda-Costas, lançou nesta semana um projeto destinado à capacitação de alunos, professores e colaboradores de escolas. O Guardiões da Defesa Civil vem para levar informações técnicas para dentro das instituições de ensino, a fim de que estejam aptas […]

today17/05/2024 20

Comentários da publicação (0)

Deixe uma resposta

O seu email não vai ser publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *


Rádio Santa Cruz | Rua Ramiro Barcelos, 737 – Centro | Santa Cruz do Sul – RS / CEP 96810-054

Websites: Magicpage

0%