Notícias

Concessionárias não conseguem vender veículos desde o dia 7 deste mês no Rio Grande do Sul

today17/05/2024 20

Fundo
share close

Foto: Freepik

As concessionárias de veículos não conseguem realizar vendas desde o dia 7 deste mês no Rio Grande do Sul, informou o Sincodiv-Fenabrave-RS (Sindicato dos Concessionários e Distribuidores de Veículos no Estado).

As entidades representativas do setor automotivo lamentam que, mesmo as lojas que não foram atingidas pelas enchentes, estão impossibilitadas de efetuar as vendas em razão da paralisação de serviços do DetranRS (Departamento Estadual de Trânsito).

“Desde o dia 7 de maio, o Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação do Rio Grande do Sul (Procergs) tem enfrentado desafios significativos. Como medida preventiva, a instituição emitiu comunicado na noite de segunda-feira,6, informando o desligamento do seu centro de dados para preservar sua estrutura contra possíveis danos aos dados e equipamentos. A paralisação da Procergs afeta diretamente o funcionamento dos órgãos do Executivo estadual. A Procergs é responsável por processar milhões de transações diárias essenciais para o Estado, incluindo serviços vitais prestados pelo DetranRS, que também ficou inoperante. Essa interrupção resulta em problemas generalizados para o Estado, afetando não apenas o setor governamental, mas também áreas como a venda de veículos, que dependem diretamente do DetranRS para a emissão de documentos e liberação de financiamentos. Para contextualizar a magnitude do impacto, o Estado do Rio Grande do Sul comercializa, em média, 15 mil unidades zero quilômetro por mês, incluindo todos os segmentos. Se considerarmos somente autos e comerciais leves, são cerca de 280 unidades comercializadas por dia, e motos são 126 unidades vendidas por dia”, informou o Sincodiv-Fenabrave-RS em nota.

“A impossibilidade de realizar vendas afeta não apenas os municípios diretamente atingidos pelas enchentes, mas também aqueles que não foram afetados, comprometendo as atividades econômicas em todo o Estado. O Sincodiv-Fenabrave-RS expressa sua preocupação com os concessionários que, apesar das dificuldades, mantêm suas lojas abertas e suas equipes trabalhando, buscando cumprir suas obrigações e contribuir para a economia regional”, prosseguiu o sindicato que representa o setor.

“Desde o início da paralisação, as entidades encaminharam ofícios e realizaram reuniões com a diretoria-geral da Procergs e do DetranRS, com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Secretaria Nacional de Trânsito, buscando, pelo menos, uma solução provisória que possa permitir a retomada das atividades comerciais. O objetivo é encontrar alternativas que garantam a continuidade das operações e minimizem os impactos econômicos para os concessionários e para o Estado como um todo”, concluiu o Sincodiv-Fenabrave-RS.

Fonte: O Sul

Escrito por Jornalismo

Rate it

Post anterior

Rádio Santa Cruz

Agricultura

Agronegócio gaúcho diz que importação de arroz não era necessária e critica decisão do governo

Gedeão Pereira, presidente da Farsul (Federação da Agricultura do Rio Grande do Sul), criticou em entrevista a decisão do governo de editar uma MP (medida provisória) para importar arroz, em meio à tragédia no estado. “Desnecessária”, assim o representante descreve a ação. Segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o Brasil produziu em 2023 cerca de 10,25 milhões de toneladas de arroz — quantidade suficiente para atender […]

today17/05/2024 16

Comentários da publicação (0)

Deixe uma resposta

O seu email não vai ser publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *


Rádio Santa Cruz | Rua Ramiro Barcelos, 737 – Centro | Santa Cruz do Sul – RS / CEP 96810-054

0%