Regional

Executivo encaminha pacote de medidas para beneficiar moradores, agricultores e empresas localizadas em áreas atingidas pelas enchentes em Venâncio Aires

today29/05/2024 25

Fundo
share close

Perdão de taxas e dívidas pode representar até R$ 3 milhões a menos nos cofres públicos

Fechando um mês do desastre ambiental que causou prejuízos em grande parte dos municípios do Rio Grande do Sul, a Administração Municipal de Venâncio Aires está encaminhando para análise da Câmara de Vereadores um pacote com cinco Projetos de Lei que visam contribuir com as medidas de socorro a moradores, agricultores e empresários localizados nas regiões consideradas mais atingidas pela Defesa Civil. Os projetos tratam especialmente do perdão de dívidas e isenções de taxas municipais para os afetados pelas enchentes. O apoio pode chegar a R$ 3 milhões em remissão de IPTU, Coleta de Lixo, Promagro, Horas -Máquinas, Inspeções Veterinárias taxas ambientais.

No âmbito da secretaria da Fazenda, o projeto que trata do perdão de dívidas do IPTU, Taxa de Coleta de Lixo e demais Taxas Municipais relativas ao exercício de 2024, pode beneficiar até 2.300 moradores de áreas urbanas afetadas pelas enchentes e reconhecidas pelo Decreto de Calamidade. “São parcelas do IPTU em atraso ou ainda por vencer que deixarão de ser cobradas, colaborando para que o cidadão atingido possa reequilibrar o seu orçamento familiar e restabelecer suas atividades. É importante citar que a remissão não gera direito de eventual restituição ao que, antes da situação de calamidade, puderam honrar seus compromissos tributários”, explica a secretária Fabiana Keller.

Para beneficiar agricultores e também empresários do ramo frigorífico, especialmente atingidos pelas cheias em Picada Nova e Vila Mariante, a Secretaria de Desenvolvimento Rural lidera três projetos que tratam da remissão de taxas relativas à Inspeção Veterinária no período de abril e maio de 2024 e isenção de taxas de junho a dezembro de 2024 para empresas afetadas. Também estão encaminhados perdão de dívidas de serviços de horas-máquinas, do Programa Troca-troca de milho, vencidas ou a vencer no exercício de 2024, e do Programa Rotativo Municipal de Desenvolvimento Agropecuário (Promagro) aos agricultores atingidas pela enchente.

Por fim, na Secretaria do Meio Ambiente, estão previstas remissão de parcelas vencidas de Licenciamento Ambiental, isenção de novas Taxas de Licenciamento Ambiental em atividades de impacto local e redução de 90% dos valores relativos a taxas de licenciamento Ambiental para os empreendimentos que, em razão de seu porte e potencial poluidor, estão abrangidos pelo Convênio de Delegação de Competências firmado com a FEPAM.

O prefeito Jarbas da Rosa destaca que o prejuízo financeiro que os cidadãos experimentam em suas atividades e residências, em função das enchentes, é muito superior ao próprio valor que se paga de tributos, no entanto, acredita que, além de toda a assistência que o Município já presta por meio da Defesa Civil e órgão municipais, essa é uma forma de avançar para permitir solidariamente que a economia seja reforçada através das empresas e do comércio local.

Escrito por Jornalismo

Rate it

Post anterior

Rádio Santa Cruz

Destaques

Edital que selecionará empresa para conduzir concurso da Educação será publicado nos próximos dias

A Prefeitura de Santa Cruz do Sul deverá publicar, nos próximos dias, o edital de licitação por pregão eletrônico para a definição da empresa especializada na realização de concurso público na área da educação. O documento foi assinado pela prefeita Helena Hermany na terça-feira (28). A chefe do Executivo Municipal salientou a importância de dar início ao processo. “Este é o primeiro passo para que, em breve, tenhamos a chegada […]

today29/05/2024 82

Comentários da publicação (0)

Deixe uma resposta

O seu email não vai ser publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *


Rádio Santa Cruz | Rua Ramiro Barcelos, 737 – Centro | Santa Cruz do Sul – RS / CEP 96810-054

Websites: Magicpage

0%