Notícias

Exército traz novas pontes flutuantes para substituir as que foram levadas por enxurradas

today24/05/2024 13

Fundo
share close

O Exército já iniciou o deslocamento de novas pontes flutuantes para o Rio Grande do Sul, para substituir as que foram levadas por enxurradas nos rios Forqueta e Pardo, na quinta-feira (23). Denominadas passadeiras, as estruturas metálicas são compostas de uma passarela apoiada em barcos, unidos por cabos.

Duas passadeiras que tinham sido montadas há pouco mais de uma semana foram levadas pela força da correnteza no interior do Rio Grande do Sul. Uma delas atravessava o Rio Forqueta, entre Arroio do Meio e Lajeado (no Vale do Taquari). A outra ficava no Rio Pardo, em Candelária (no Vale do Rio Pardo). Cada uma dessas estruturas tinha em torno de 80 metros de extensão e permitia a passagem de 45 pessoas por minuto.

Antes da construção das passadeiras, esses municípios estavam isolados desde 1º de maio, com contato feito apenas por barcos de voluntários ou botes do Exército. Novas estruturas serão montadas nas posições atingidas assim que as condições de segurança permitirem, condicionadas ao nível do rio, correnteza, dentre outros fatores, de modo a garantir a integridade física da população beneficiada.

A passadeira do Rio Forqueta havia sido montada no dia 15 de maio, depois que a ponte da ERS-130 ficou destruída. Já a passadeira do Rio Pardo foi montada no dia 16, depois da queda da cabeceira da ponte da RSC-287.

As novas passadeiras virão de unidades da Engenharia do Exército situadas em São Borja (na fronteira gaúcha com a Argentina), Palmas (PR) e Tubarão (SC). Não há previsão de quando serão instaladas.

— Não poderão ser montadas antes que as condições de segurança permitam. Não podemos colocar em risco a integridade física da população que já está afetada — esclarece o capitão Marco Lemos, do 4º Grupamento de Engenharia do Exército, unidade militar situada em Porto Alegre. Esse quartel é responsável, no Comando Militar do Sul (CMS), pelas decisões envolvendo estruturas emergenciais, como as pontes flutuantes.

A perspectiva mais otimista é montar as estruturas assim que a chuvarada parar, o que pode acontecer no meio da próxima semana.

As passadeiras já haviam sido interditadas, quando foram levadas pelas águas. A situação em ambos os casos foi a mesma. Com a elevação rápida do nível dos rios, pelo menos dois metros em 15 minutos, o trânsito de pedestres foi imediatamente interrompido. Materiais suspensos trazidos pela água, como troncos, provocaram o arrasto das estruturas. A expectativa dos militares é recuperar, assim que possível, os barcos levados pelas enxurradas. Para fazer a passadeira são colocados suportes flutuantes sobre a água e, então, fixados painéis, por onde as pessoas passam. Entre Arroio do Meio e Lajeado, mais de 4,5 mil pessoas cruzavam a ponte flutuante, a cada dia.

O Exército planeja instalar o quanto antes uma ponte metálica para veículos, entre os municípios de Arroio do Meio e Lajeado. Isso está condicionado a trabalhos nas cabeceiras da antiga ponte e redução do vão do Rio Forqueta para 50 metros, já que a ponte tem uma extensão máxima de 60 metros. Esse requisito é impositivo em razão do risco de uma elevação brusca do nível do rio, o que pode derrubar a ponte. A perspectiva é que uma ponte dessas possa ser instalada em uma semana, caso as condições climáticas permitam e as obras de acesso sejam feitas.

Fonte: GZH

Escrito por Jornalismo

Rate it

Post anterior

Rádio Santa Cruz

Santa Cruz do Sul

Secretaria de Obras de Santa Cruz realiza melhorias em bairros da cidade 

Diariamente, a Secretaria de Obras e Infraestrutura (Seoi) mantém diferentes frentes de trabalho na cidade e no interior. Na última quarta-feira (22), servidores da pasta atenderam diversos chamados em vários pontos do município. Uma equipe executou melhorias asfálticas e reposição de asfalto. O trabalho ocorreu nos cruzamentos da rua Acre com as avenidas Castelo Branco e Euclydes Kliemann e também na rua Barão do Arroio Grande, da rua João Baumhardt […]

today24/05/2024 27

Comentários da publicação (0)

Deixe uma resposta

O seu email não vai ser publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *


Rádio Santa Cruz | Rua Ramiro Barcelos, 737 – Centro | Santa Cruz do Sul – RS / CEP 96810-054

Websites: Magicpage

0%