Destaques

“Narrativa totalmente caluniosa”, enfatiza prefeita Helena Hermany, após TCE descartar irregularidades no uso do Fundeb

today05/07/2024 672

Fundo
share close

Após o Tribunal de Contas do Estado (TCE) descartar irregularidades no uso de recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação em Santa Cruz do Sul (Fundeb), a prefeita Helena Hermany, em entrevista ao programa Conexão Regional da Rádio Santa Cruz, na manhã desta sexta-feira, 05, falou sobre o assunto, uma vez que esse tema partiu de um denúncia feita em fevereiro deste ano pela vereadora Nicole Weber (Podemos), na Tribuna da Câmara.

A chefe do Executivo municipal qualificou o caso como triste e lamentável. “Imagina o que isso repercutiu na comunidade inclusive, por causa da grande repercussão que teve. Tanto que, no outro dia, o Tribunal de Contas já estava aqui fazendo uma auditoria completa”, ressalta. Depois do resultado da auditoria que isentou o Município de qualquer irregularidade quanto ao uso do Fundeb, a prefeita disse que recebeu muitos elogios para a sua equipe, que fez um trabalho sério e correto no preenchimento dos dados. “No dia seguinte,vieram me dizer: ‘que equipe, que transparência, que trabalho fantástico’, quero deixar aqui um elogio para os nossos funcionários, que são competentes, estão motivados e que estão trabalhando cada vez mais pelo bem do nosso município, pois esse é o nosso objetivo”, frisa.

Helena leu a decisão do Tribunal de Contas durante sua participação no programa da Rádio Santa Cruz. Ela detalhou o parecer emitido através da auditoria do TCE, que concluiu que não houve benefícios ou prejuízos financeiros ao Poder Executivo de Santa Cruz do Sul e servidores ocasionados pela transmissão dos dados de servidores afastados ao Ministério da Educação, através do Siope.

A prefeita ainda destacou que não há nada irregular, e invocou a Lei de Acesso à Informação, pois o Tribunal de Contas, quando não há irregularidades, não encaminha o documento. “Foi uma narrativa totalmente mentirosa, totalmente caluniosa, que não afeta só a mim, afeta todos os nossos funcionários que fazem o trabalho. A prefeita sozinha não faz nada. Conseguimos provar de onde foi retirado esse valor”, ressalta.

A prefeita Helena Hermany ainda justificou que está falando sobre o caso devido a repercussão que teve, e por isso merece esclarecimentos. “Infelizmente uma mentira repetida várias vezes vira uma verdade. Então, por isso, a nossa população precisa saber da verdade”, frisa.

Por: Lauren Fernandes

Escrito por Jornalismo

Rate it

Post anterior

Foto: Divulgação

Educação

Censo escolar: prazo para envio de dados do Rio Grande do Sul termina em 31 de agosto

O Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) prorrogou para 31 de agosto o prazo final para coleta de dados da 1ª etapa do Censo Escolar 2024 para toda a rede de ensino do Rio Grande do Sul. A medida excepcional foi adotada devido às enchentes e à situação de calamidade pública que atingiram o estado em maio. O Censo Escolar é a principal pesquisa estatística da […]

today05/07/2024 10

Comentários da publicação (0)

Deixe uma resposta

O seu email não vai ser publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *


Rádio Santa Cruz | Rua Ramiro Barcelos, 737 – Centro | Santa Cruz do Sul – RS / CEP 96810-054

Websites: Magicpage

0%