Polícia

Operação da Polícia Federal apura fraude no FGTS de dezenas de jogadores de futebol

today31/05/2024 24

Fundo
share close

A operação da Polícia Federal (PF) que descobriu o golpe contra o jogador peruano Paolo Guerrero, ex-Inter, Corinthians e Flamengo, investiga se mais jogadores de futebol profissional foram vítimas de quadrilha que desvia do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS).

Guerrero teve R$ 2,3 milhões sacados de forma fraudulenta do seu FGTS. Ele saiu do Inter no final de 2021 e quando foi sacar o saldo da rescisão do contrato descobriu que seis dias antes uma pessoa tinha se passado por agente do jogador e, com documentos falsos, retirou todo o dinheiro.

O golpista transferiu a quantia para uma conta falsa do jogador em um banco privado e depois para outras duas contas. Por ordem judicial, a polícia conseguiu bloquear parte do dinheiro. Depois, a Caixa Econômica Federal, que administra contas do FGTS, deve ressarcir o jogador.

Na terça-feira (28), a PF deflagrou a operação e cumpriu seis mandados de busca e apreensão na Região Metropolitana de São Paulo. A quadrilha age há cerca de 10 anos.

Dois suspeitos de aplicar o golpe chegaram a ser investigados em 2015 e 2017. Segundo a PF, os golpistas da quadrilha já tinham sido empresários ou agentes de jogadores de futebol e, por isso, tinham conhecimento de como poderiam representar eles.

De acordo com a Polícia Federal, não houve participação de funcionários da Caixa Econômica Federal e o golpe aconteceu por ninguém ter checado a documentação que estava com o falso agente.

Os golpistas vão responder pelos crimes de estelionato, falsificação de documento público, uso de documento falso e associação criminosa, na medida de sua culpabilidade, cujas penas podem chegar a 20 anos de prisão.

Segundo a PF, com base na Confederação Brasileira de Futebol (CBF), atualmente cerca de 27 mil jogadores estão registrados com carteira assinada no Brasil. Destes, 97% ganham até R$ 1,5 mil e recolhem 8% de FGTS. Os outros 3% são altos salários, que recolhem altos valores de FGTS.

A Caixa afirmou, por meio de nota, que aperfeiçoa constantemente os critérios de segurança, observa as melhores práticas de mercado e as evoluções necessárias ao observar a ocorrência de fraudes, além de possuir estratégia, políticas e procedimentos de segurança para a proteção dos dados e operações de seus clientes dispondo de tecnologias e equipes especializadas para garantir segurança aos seus processos e canais de atendimento.

Fonte: O Sul

Escrito por Jornalismo

Rate it

Post anterior

Rádio Santa Cruz

Regional

Secretária estadual de Saúde visita Sinimbu

A Secretária Estadual de Saúde Arita Bergmann esteve em Sinimbu no final da manhã desta quinta-feira, dia 30. Na oportunidade realizou a entrega de medicamentos ao Hospital Beneficente Sinimbu e uma câmara fria ao Município, destinada ao Posto de Saúde Central para o armazenamento de vacinas e demais medicamentos. Durante a visita ao Município, a prefeita Sandra Backes apresentou um panorama da enchente que devastou o Município no dia 30 […]

today31/05/2024 25

Comentários da publicação (0)

Deixe uma resposta

O seu email não vai ser publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *


Rádio Santa Cruz | Rua Ramiro Barcelos, 737 – Centro | Santa Cruz do Sul – RS / CEP 96810-054

Websites: Magicpage

0%