Destaques

Programa Superação: Um mês de mobilização do Poder Público e da comunidade

today08/06/2024 16

Fundo
share close

Diego e Thaís: Casal comemora nascimento da filha, Maitê, duas semanas após ter sido atingido pelas cheias, e agradece apoio da comunidade com as doações Foto: Agência Invista na Sua Imagem

Os dias de junho, que iniciaram com a alternância natural de sol e lua, de dias e noites sem chuvas em abundância, trazem consigo alívio e esperança aos que foram afetados pelas cheias. Consolida-se então como o mês do recomeço. Mas para chegar até aqui muitas mãos se uniram para que cada tijolo social (leia-se solidariedade) fosse protagonista da reconstrução. Um dos exemplos de sensibilização, e que tem mobilizado o poder público e a comunidade santa-cruzense, foi lançado há cerca de um mês, precisamente em 10 de maio, pela prefeitura de Santa Cruz do Sul, que é o Programa Superação – reconstruindo vidas, renovando a esperança.

A medida consiste em ações concretas para auxiliar os cerca de 11 mil habitantes do município, afetados pelas intempéries climáticas. “O poder público fez seu papel, estamos fazendo e vamos continuar, e tudo isso é possível graças à colaboração da comunidade”, reconheceu a prefeita, Helena Hermany.

Baseado em quatro eixos, contemplando as áreas social, de infraestrutura, econômica e voluntariado, o Superação estabeleceu metas e muitas delas já foram cumpridas e outras ainda estão em execução. Durante os últimos dias, buscamos histórias de algumas das pessoas que foram atendidas, de obras realizadas, de um trabalho coletivo realizado pela prefeitura, em parceria com a comunidade, que você pode conferir abaixo.

Vida nova para a família Batista

A família Batista, do Balnéario Panke, do distrito de Rio Pardinho, que agora é só sorrisos, viveu uma história muito similar a passagens bíblicas por ocasião das últimas cheias. Após saírem da porta de casa direto para um barco de pescador, a esposa, Thaís, 30 anos, com oito meses de gestação, e mais quatro filhos pequenos, foram salvos primeiro. Já o esposo, Diego Augusto Batista, 33 anos, foi resgatado pela segunda embarcação. “Eu fiquei por último porque a prioridade naquele momento era minha esposa e meus filhos”, revela.

Com a filha Maitê na barriga pedindo para vir ao mundo, quis a bênção divina que ela viesse no tempo certo, em 23 de maio, com a família já de volta em casa. “Enquanto a gente ficou abrigado no Parque da Oktober, os médicos estavam toda hora vindo me ver e perguntavam se eu estava bem, se precisava de alguma coisa, isso me deixou muito tranquila, por isso a Maitê veio bem”, conta.

De volta para casa, com a cozinha e quarto mobiliados novamente, através das doações levadas pela prefeitura, inclusive com o enxoval e o berço novos, na casa vermelha dos Batista, no Balneário Panke, a vida voltou ao normal. “Eu e Maitê somos guerreiras, porque passei por tudo isso com ela dentro da barriga. Agora minhas outras crianças fazem festa todo dia com a nova irmãzinha. Agradeço a todos os santa-cruzenses, eu não imaginava que tinha tanta gente com um coração tão grande”, conta Thaís.

“O atendimento que recebi foi nota mil”

Outra família muito auxiliada com doações é a da enfermeira Raqueline dos Santos, que mora com a filha, Stefani, e o neto, Lorenzo, de 6 anos, na região de Navegantes, no Bairro Várzea. Nesta semana, ela exibia o varal colorido no pátio de casa, cheio de roupas recebidas por doações, e comemorava, além da volta para casa, pela mobília que recebeu. “Ganhei roupeiro, cama, armário de cozinha, fogão. O atendimento que recebi, quando fiquei alojada no parque, foi nota mil, não me deixaram faltar nada, e é muito bom voltar para a casa e ter a cozinha, o quarto, ter alimento, estou emocionada com toda ajuda que recebi”, conta.

Alimento aos animais e pontes recuperadas

As obras realizadas no interior também deixaram os produtores rurais melhor assistidos. Nos últimos dias, famílias das localidades de Rio Pardinho e Monte Alverne, receberam cerca de 80 toneladas de feno e oito silagem, para os animais, além de kist com medicamentos agropecuário. A ação é uma ação entre prefeitura e Conselho Municipal de Desenvolvimento Agropecuário (Comdap) de Santa Cruz do Sul. Pelo interior, a recuperação de travessias também teve uma atenção especial. Uma das estruturas que voltou a receber a passagem de veículos é o Passo dos Bauermann, em Travessa Bauermann, distrito de Rio Pardinho.

Seu Eltor Krueger, de 78 anos, morador da localidade, acompanhou de perto, a destruição causada pela correnteza do rio e a recuperação da ponte. Na última semana, ele que tem fama de ser o melhor pescador do distrito de Rio Pardinho, finalmente pôde caminhar com o neto, Derick, de 8 anos, sobre a travessia. “Que alívio que a gente pode cruzar por aqui de novo e que não precisa fazer muitos quilômetros de desvio”, disse ele.

A ponte faz ligação entre as comunidades de Rio Pardinho, Boa Vista, Travessa Bohnem e Linha Sete de Setembro. “Aqui tem muito trânsito, porque tem muitos plantadores de fumo que recebem adubo e tudo o que precisam para plantação, e tem muito caminhão que passa por aqui. Agora graças a Deus a ponte está com passagem de novo, e posso até voltar a fazer minha pescaria”, brinca, Eltor. Para retomar a passagem pela ponte, o trabalho da prefeitura envolveu cerca de 40 cargas de rachão. Outras travessias das localidades de Monte Alverne, Linha Brasil, Linha Saraiva, Linha Arroio do Tigre, Travessa Storck e na BR 471, também já foram recuperadas.

Banco do Povo: “Este auxílio dá fôlego para continuar trabalhando”, diz empreendedor

Para auxiliar os empreendedores atingidos pelas cheias, a prefeitura de Santa Cruz, através do Banco do Povo, criou linhas de crédito com juros baixíssimos, a fim de dar suporte para recomeçar. De acordo com o órgão, mais de 100 pessoas buscaram informações sobre auxílio financeiro. Um dos exemplos é o jardineiro Julio Cesar Machado, de 60 anos. Atuando no setor há mais de três décadas, ele teve seu veículo de trabalho tomado pelas águas, e muitos de seus equipamentos restaram danificados. “Para mim foi uma perda muito grande”, conta.

Ele procurou o Banco do Povo e encaminhou seu pedido de crédito. “Fiquei sabendo pelas notícias que tinha essa possibilidade e logo fui buscar orientação. O juro é baixo, fácil de encaminhar, fiquei bem feliz com isso, porque dá fôlego para continuar trabalhando”, disse. Nesta sexta-feira, a prefeita Helena Hermany enviou projeto para a Câmara de Vereadores para ampliar o prazo de carência, de seis para doze meses.

Aluguel Social

Abraçada ao seu brinquedo preferido, Isabele da Silva, de 9 anos, está acomodada no sofá, móvel recebido de doação, na sala do apartamento, no Bairro Universitário. Na poltrona também estão a irmã, Alice, e os pais, seu Laudecir da Silva e dona Marlene Pereira. Eles perderam tudo na casa que tinham na região de Navegantes , no Bairro Várzea. “E não quero mais voltar para lá. A casa rachou toda com a força da água. Só penso em uma casa nova agora”, conta Marlene. A família é uma das contempladas pelo Aluguel Social, programa que auxilia com abrigo temporário, através de recurso da prefeitura, até conseguir uma residência definitiva. “Somos muito gratos, porque se não fosse isso, não teríamos para onde ir. Fomos muito bem atendidos, ganhamos tudo o que a gente precisava, tanto de móveis como roupas, alimentação, só temos a agradecer”, reconhece Marlene.

A prefeita Helena Hermany fez uma avaliação das metas do Programa Superação em seus primeiros trinta dias. “Ainda estamos em processo de reconstrução. Mas o mais importante é que as questões mais emergenciais foram atendidas, e não só pela prefeitura, com o trabalho de todas as secretarias, mas com a ajuda da comunidade santa-cruzense, sempre colaborativa e muito solidária. Há muito ainda por fazer, mas o fundamental é que os que foram afetados diretamente pelas chuvas, estão sendo bem atendidos pelo poder público”, declarou.

Ainda segundo a prefeita, o programa Superação e a mobilização do Poder Público continuarão pelo tempo que for necessário para atender a todas as famílias atingidas. “Já encaminhamos dois loteamentos habitacionais, planejamos iniciar em breve a construção de 50 casas pré-moldadas emergenciais e trabalhamos para realizar a compra de uma área no Rio Pardinho, para que os moradores do Recanto do Sossego tenham um novo lar. O Superação é um plano que passa por constantes revisões e novas ações podem ser incluídas à medida das necessidades da população”, concluiu.

Números

Pessoas que retiraram alguma doação 6978
Famílias registradas em algum auxílio 3456
Kits alimentação 8854
Kits Higiene distribuídos 5789
Kits limpeza distribuídos 4567
224 famílias já receberam móveis

Escrito por Jornalismo

Rate it

Post anterior

Rádio Santa Cruz

Polícia

Brigada Militar de Rio Pardo realiza prisão de foragido

A Brigada Militar de Rio Pardo, através do 2° BPM, na noite de sexta-feira, 7, durante patrulhamento de rotina no bairro São Jorge, observou um indivíduo que, ao avistar a viatura, tentou evadir-se do local. Devido ao conhecimento prévio de que o endereço referido é conhecido pela incidência de ilícitos, como comercialização de substâncias entorpecentes e venda de objetos furtados, procedeu-se à abordagem do suspeito. O abordado foi identificado e […]

today08/06/2024 41

Comentários da publicação (0)

Deixe uma resposta

O seu email não vai ser publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *


Rádio Santa Cruz | Rua Ramiro Barcelos, 737 – Centro | Santa Cruz do Sul – RS / CEP 96810-054

0%