Rio Grande do Sul

Recuperação das rodovias gaúchas irão custar R$ 230 milhões

today10/05/2024 26

Fundo
share close

Os estragos causados pelas enchentes que afetam o Rio Grande do Sul e devastaram as rodovias gaúchas deverão custar quase R$ 230 milhões. Os valores incluem apenas a recuperação das pontes, viadutos, passarelas e túneis, as chamadas “obras especiais”. O relatório preliminar foi elaborado pelo Daer (Departamento Autônomo de Estradas e Rodagem) e dimensiona o tamanho do estrago.

Nesta sexta-feira, cerca de 40 trechos em 20 rodovias já foram liberados para tráfego. Na manhã de 30 de abril, quando as chuvas iniciaram, eram oito bloqueios totais, um bloqueio parcial e quatro pontos de observação nas rodovias. Ao longo das chuvas, chegaram em 170 pontos de bloqueios em 79 rodovias estaduais e 97 municípios.

A situação das rodovias no RS

Conforme os dados disponibilizados pelo DAER, na Região Metropolitana e parte do Vale do Caí, os maiores danos verificados foram nas rodovias federais. Nas rodovias estaduais, os eventos que mais geraram bloqueios foram água na pista e erosões, que já estão sendo contidos, por meio do contrato de conservação de rodovias.

Na região de Bento Gonçalves, mesmo em locais como a ERS-431, onde ainda havia uma ponte colapsada na enchente de setembro, novos danos ocorreram. Em Lajeado, a balsa foi levada pela correnteza, colidindo com a ponte do Rio Taquari. Na região, houve também danos em rodovias municipais, como na ponte da ERS-444, em Santa Tereza. Por ser a única ligação asfáltica do município, o Daer solicitou apoio ao exército para a instalação de uma ponte móvel.

As rodovias da região de Santa Maria também foram bastante prejudicadas. Na via estadual de acesso ao município de Dilermando de Aguiar, a ponte teve dano estrutural irreversível, com a ruptura de um dos pilares. Como é o único acesso ao município, o Daer solicitou apoio junto ao exército para a instalação de ponte móvel.

A região do Vale do Taquari foi uma das mais afetadas. Entre Travesseiro e Marques de Souza, a ponte colapsou. Apesar de ser uma via municipal, é a única ligação do município de Travesseiro com a BR-386. Por isso, o Daer também solicitou apoio do exército para avaliar a instalação de ponte móvel. Quedas de barreira, erosão no asfalto e água sobre a pista atingiram diversos pontos da região. Os trabalhos seguem em busca da desobstrução dos trechos bloqueados.

Na região de Cachoeira do Sul, na ERS-403, a água passando sobre a ponte do Rio Botucaraí provocou a interdição do trecho situado no km 39. Entre Agudo e Dona Francisca, na ERS-348, quilômetros de asfalto foram destruídos pela força das águas.

Fonte: Correio do Povo

Escrito por Jornalismo

Rate it

Post anterior

Rádio Santa Cruz

Destaques

Mais de 11 mil pessoas foram atingidas diretamente pelas chuvas em Santa Cruz

Durante sua fala no lançamento do Programa Superação Santa Cruz, o secretário de Segurança e Mobilidade Urbana de Santa Cruz do Sul, José Joaquim Barbosa, trouxe alguns dados referentes aos prejuízos causados no munícipio, por conta das fortes chuvas que atingem o Rio Grande do Sul. Segundo Barbosa, foram 3.262 residências atingidas pelas chuvas, um total de 11.417 pessoas, sendo que 11.303 ficaram desabrigadas. Deste montante, apenas 570 ainda não […]

today10/05/2024 881

Comentários da publicação (0)

Deixe uma resposta

O seu email não vai ser publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *


Rádio Santa Cruz | Rua Ramiro Barcelos, 737 – Centro | Santa Cruz do Sul – RS / CEP 96810-054

Websites: Magicpage

0%