Destaques

Rota de Santa Maria apresenta ações para recuperar trechos da RSC-287 afetados pelas chuvas

today20/05/2024 71

Fundo
share close

Foto: Divulgação

A Rota de Santa Maria concedeu na manhã desta segunda-feira, 20, uma entrevista coletiva on-line para informar sobre os danos nas rodovias, obras que estão em andamento e prazos de conclusão onde a concessionária atua.

De acordo com o diretor-geral da Concessionária Rota de Santa Maria, Leandro Conterato, mesmo antes de pararem as chuvas na região, a empresa vem realizando obras emergenciais visando a liberação do trânsito em diversos pontos da rodovia, especialmente obras que envolvem soluções técnicas rápidas. Conterato explica que, para solucionar previamente os danos nos locais onde a obra definitiva possui maior complexidade, serão feitas improvisações para ser possível a liberação das vias. “Estão sendo semanas muito intensas e de muito trabalho”, ressalta.

Conforme o diretor-geral da Concessionária Rota de Santa Maria, nos pontos em que a empresa opera choveu aproximadamente 269 milímetros em 24 horas. “A rodovia foi severamente afetada, chegamos a ter de 14 a 15 pontos afetados. Isso provocou um impacto enorme, intervindo diretamente na trafegabilidade nas ligações de pontes entre cidades”, explica.

Pontos afetados na rodovia da RSC-287:

Km 54 ao 61 – Mariante e Várzea do Taquari

Segundo Conterato, a região de Mariante foi a mais afetada. “Essa localidade já havia sido afetada pela cheia de setembro do ano passado, no entanto, este ano superou a de 2023”, conta. O diretor-geral da Concessionária Rota de Santa Maria ainda comenta que o trecho alagado da rodovia chegou a aproximadamente cinco quilômetros, e permaneceu por dias debaixo d’agua. “Teremos um desafio para realizar as medidas de recuperação para diferentes estruturas desse pavimento”, complementa Conterato.

Dano identificado: perda da estrutura.

Status: tráfego liberado

O prazo estimado para a reconstrução da pista original é de sete meses. Momentaneamente, será realizada uma solução emergencial através de um desvio temporário. Para isso, será construída uma rodovia provisória ao lado da danificada. A obra já está em construção e deve ser concluída por completo na primeira semana de junho deste ano.

 

Km 106 + 380 – Ponte Rio Pardinho (Ponte que liga Santa Cruz a Vera Cruz)

Dano identificado: erosão na cabeceira da OAE.

Status: tráfego liberado

De acordo com Conterato, a obra da ponte que liga Santa Cruz a Vera Cruz foi recomposta rapidamente.

 

Km 135 + 400 a 136 + 300 – Candelária

Segundo Conterato, foi a segunda região mais afetada devido às fortes chuvas. Para solucionar o problema da via, serão feitos reparos semelhantes à Mariante. Momentaneamente, o local está operando com desvio lateral.

Dano identificado: erosão de parte do pavimento, acostamento e terrapleno.

Status: somente trânsito local.

 

Km 137 + 100 – Ponte do Rio Pardo, Candelária

Em decorrência dos danos causados na ponte atual, a Rota de Santa Maria decidiu iniciar nos próximos meses a construção de uma nova estrutura no mesmo ponto. A previsão de conclusão é para os primeiros meses de 2025. Dessa forma, será feita uma obra emergencial para auxiliar no fluxo da via. A previsão é que na primeira semana de junho o tráfego seja restabelecido com a obra provisória.

Dano identificado: erosão de parte do talude de cabeceira.

Status: somente trânsito local.

 

Km 155 + 275 – Ponte Rincão do Cabrais, Novo Cabrais

Dano identificado: erosão no muro de aproximação.

Status: tráfego liberado.

 

Km 167 + 700 – Ponte Arroio Barriga, Novo Cabrais/Paraíso

Conforme Conterato, será realizado um desvio provisório sob o leito do rio, ao lado da ponte original. A obra deve ser concluída até a última semana de maio deste ano.

Dano identificado: colapso estrutural.

Status: tráfego bloqueado.

 

Km 178 + 200 Ponte do Arroio da Porta, Paraíso do Sul

Dano identificado: erosão no muro de aproximação
Status: tráfego liberado.

 

Km 191 + 783 Ponte Cerro Chato, em Agudo

Dano identificado: erosão de cabeceira.

Status: tráfego liberado.

 

Km 196 + 600 – Restinga Seca

Dano identificado: Deslizamento talude.
Status: tráfego liberado.

 

Km 202 + 000 – Restinga Seca

Dano identificado: erosão pavimento, mais acostamento e terrapleno.

Status: tráfego liberado.

 

Km 227+480 – Viaduto Várzea do Rio Vacacaí Mirim, Santa Maria

Dano identificado: dano na cabeceira.

Status: liberado para tráfego local.

Por: Kássia Machado

Escrito por Jornalismo

Rate it

Post anterior

Rádio Santa Cruz

Notícias

Campanha motiva divulgação de marcas, produtos e serviços de Venâncio Aires

Os dias depois das recentes cheias do rio Taquari e do arroio Castelhano além de revelar a destruição deixada, também apontam os impactos da calamidade em todos os setores do município, assim como do Estado. Entre os levantamentos divulgados pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Económico, Trabalho e Turismo, em Venâncio Aires estima-se que cerca de 520 empresas, do total de quase sete mil ativas atualmente, foram impactadas de forma direta […]

today20/05/2024 17

Comentários da publicação (0)

Deixe uma resposta

O seu email não vai ser publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *


Rádio Santa Cruz | Rua Ramiro Barcelos, 737 – Centro | Santa Cruz do Sul – RS / CEP 96810-054

0%