Santa Cruz do Sul

Varejo debate ações para auxiliar os atingidos por calamidade no RS

today08/05/2024 32

Fundo
share close

A CDL Santa Cruz foi sede, nesta quarta-feira, dia 8, de uma reunião virtual da Federação Varejista do RS junto com a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) para avaliar os efeitos da calamidade no Estado.

O encontro contou com a presença em Santa Cruz do presidente da Federação, Ivonei Pioner, de Caxias do Sul; do vice-presidente, Marcos Carbone, de Bento Gonçalves; do diretor de Expansão e Crescimento, Ricardo Fernando Bartz, presidente da CDL Santa Cruz; e por vídeo, do presidente da CNDL, José Cesar da Costa, além dos representantes de todos os estados, além das maiores CDLs do País.

Segundo Ivonei Pioner, presidente da Federação Varejista do RS, a situação no Estado é catastrófica para a população e estima um futuro muito complicado para o comércio e varejo nos próximos meses. “Existem regiões mais afetadas, mas a crise que vai se instalar no Rio Grande do Sul será sem precedentes. É preciso que se encontre da parte do Governo, uma forma efetiva, de auxiliar os empresários a se reeguer. Empresas que perderam tudo, não apenas os seus produtos, mas terão que iniciar, literalmente, do zero”, citou.

Ele salientou que a Federação escolheu por realizar a reunião em Santa Cruz, por ser uma entidade estruturada e que pode ser um ponto de partida para as ações em prol do varejo das cidades afetadas, como Sinimbu, Vera Cruz, e Venâncio Aires, por exemplo. “Já estamos em campanha nacional encabeçada pela CNDL e engajando todos os estados, via PIX, para usar de duas formas, como renda emergencial, ou injeção direta no varejo local”.

O presidente da CDL, Ricardo Fernando Bartz, observa que o cenário é desolador. Ele citou exemplos de associados que vão precisar de muita ajuda para reiniciar suas atividades. “Será um desafio muito grande e será necessário um auxílio forte do Governo com linhas de crédito, desburocratização, além de um olhar especial em termos de impostos, a fim de que possibilitem que a roda da economia volte a girar”, apontou.

José Cesar da Costa, presidente da CNDL, citou que a entidade vai gestionar junto ao Governo Federal este olhar especial sobre os empresários do setor do varejo, comércio e serviços do Rio Grande do Sul. “As empresas serão um ponto de apoio essencial na reconstrução do Estado e, por isso, vamos buscar articular a nível nacional e com o Governo Federal ações em prol das empresas’’, salientou.

Iniciativas
Ivonei Pioner destacou que trouxe para Santa Cruz do Sul uma iniciativa da CDL de Bento Gonçalves, que abriu uma conta específica no Sicredi Serrana, no qual para cada R$ 1,00 arrecadados via PIX com doações, a instituição irá dobrar o valor. “A ideia é multiplicar isso pelas CDLs do Rio Grande do Sul, a fim de usar esses recursos na recuperação das empresas dentro da regional do Sicredi”, observou.
Ivonei apontou ainda que a CNDL está propondo que o Governo Federal abra linhas de crédito facilitada com carência, para quem está passando pela questão dos enchentes e não negativar junto aos birôs de crédito – SPC, entre outros – às pessoas que acabaram perdendo seus boletos na tragédia.

Escrito por Jornalismo

Rate it

Post anterior

Rio Grande do Sul

Rio Grande do Sul ainda tem quatro grandes rios acima do nível de inundação

Mais de uma semana depois do início dos temporais que castigaram o Rio Grande do Sul, o estado ainda tem quatro grandes rios com níveis acima da cota de inundação, segundo dados atualizados pela Defesa Civil no início da tarde desta quarta-feira (08). O rio cujo nível está mais alto é o Jacuí. Medição feita no município de Rio Pardo, localizado a 310 km de Porto Alegre, mostra que, ao […]

today08/05/2024 99

Comentários da publicação (0)

Deixe uma resposta

O seu email não vai ser publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *


Rádio Santa Cruz | Rua Ramiro Barcelos, 737 – Centro | Santa Cruz do Sul – RS / CEP 96810-054

Websites: Magicpage

0%