Notícias

Alckmin e Dilma formalizam R$ 5,7 bilhões do Banco do Brics para o Rio Grande do Sul

today04/06/2024 10

Fundo
share close
Rádio Santa Cruz

Foto: Vice-presidente e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, Geraldo Alckmin, e a presidente do Novo Banco de Desenvolvimento (NDB), o Banco do Brics, Dilma Rousseff. Crédito: Divulgação

O vice-presidente e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, Geraldo Alckmin, iniciou missão oficial à China e reuniu-se, nesta terça-feira, 4 de junho, com Dilma Rousseff, presidente do Novo Banco de Desenvolvimento (NDB), o Banco do Brics. Após o encontro, Alckmin e Dilma assinaram carta-compromisso de apoio ao Rio Grande do Sul. O texto formaliza a destinação de US$ 495 milhões do banco para a reconstrução do estado (equivalente a R$ 2,6 bilhões). Além dos recursos do NDB, tomadores como o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Banco do Brasil (BB) e Banco Regional do Extremo Sul (BRDE) vão disponibilizar outros US$ 620 milhões, totalizando US$ 1,115 bilhão (R$ 5,75 bilhões) em investimentos.

“Agradeço ao NDB, por meio da presidenta Dilma, por todo apoio que vem oferecendo ao povo gaúcho diante desta catástrofe sem precedentes”, afirmou Alckmin. “Tenho convicção de que a reconstrução do estado será maior que a destruição”. De acordo com a carta-compromisso, os recursos de US$ 495 milhões serão distribuídos da seguinte forma: US$ 200 milhões para infraestrutura, incluindo investimentos em rodovias, pontes, vias urbanas e outras instalações. Os outros US$ 295 milhões serão canalizados pelo BRDE e destinados às necessidades do Rio Grande do Sul. Já os US$ 620 milhões alocados exclusivamente para o estado serão concedidos por BNDES, BB e BRDE.

A presidente do NDB destacou que o mandato do banco é focado em desenvolvimento sustentável e que, diante da catástrofe ambiental no Rio Grande do Sul, o “NDB decidiu ter uma presença forte, dentro de suas possibilidades, no estado”. Dilma enfatizou o caráter flexível do banco na concessão de crédito, uma vez que nesse momento seria difícil determinar completamente os critérios de reconstrução. Ela garantiu que o banco tem mecanismos para monitorar a alocação de recursos, mas que não fará imposições sobre como devem ser utilizados. “Neste momento, é complicado prever inteiramente os critérios para a reconstrução do estado”, destacou.

Escrito por Jornalismo

Rate it

Post anterior

Rádio Santa Cruz

Polícia

Cinco toneladas de maconha são apreendidas em carreta de transporte de óleo vegetal na BR-386

A PRF (Polícia Rodoviária Federal) apreendeu cinco toneladas de maconha na BR-386, em Sarandi, no Norte do Rio Grande do Sul. A droga estava em uma carreta de transporte de óleo vegetal. O veículo, com placas de Cuiabá (MT), foi abordado pelos policiais na noite de segunda-feira (3). O motorista, de 35 anos, e uma passageira, de 29, foram presos. Ambos são naturais do Mato Grosso. No momento da abordagem, o […]

today04/06/2024 12

Comentários da publicação (0)

Deixe uma resposta

O seu email não vai ser publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *


Rádio Santa Cruz | Rua Ramiro Barcelos, 737 – Centro | Santa Cruz do Sul – RS / CEP 96810-054

0%