Destaques

Números comprovam que Santa Cruz é referência em saúde

today01/06/2024 21

Fundo
share close

Conforme indicadores do Ministério da Saúde, município teve elevação de 300% na nota de avaliação

Com as duas mãos leves sobre a região abdominal, em um gesto de proteção e carinho, a jovem Natália Riss, de 26 anos, faz pose para a primeira de muitas fotos que virão, no tão aguardado nascimento da filha. Com uma gestação que completou cinco meses em maio, a moradora da casa amarela do Loteamento Mãe de Deus, do Bairro Santuário, chegou a um consenso com o esposo, Luiz, de que seria a hora de gerar um filho, e ao saberem do gênero, muito planejados que são, já definiram o nome. Vai se chamar Emanuelly.

Foi no dia 31 de janeiro deste ano que o casal recebeu a notícia. “Jamais vou esquecer desse dia, porque queríamos muito ter um filho”, conta a futura mãe. Natália mostra-se segura. Apesar de ter muitas dúvidas sobre este novo ciclo em sua vida, muitas delas ela esclareceu na convivência com a família, em especial com a dona Vanice. “Sempre conversei muito com a minha mãe sobre isso”, explica. O principal suporte, no entanto, ela recebe dos profissionais da Secretaria de Saúde. Usuária da ESF Alcemiro dos Santos, do Bairro Pedreira, é lá que busca atendimento sempre que precisa, além de receber visitas regulares da Agente de Saúde, Nara Rejane Franco, e o suporte das profissionais do Programa Primeira Infância Melhor (PIM). “É muito bom ter esse apoio, me sinto segura, isso me deixa mais tranquila e sempre que preciso sou muito bem atendida”, declara.

São situações positivas como a de Natália que fazem Santa Cruz do Sul ser bem avaliada pelo Ministério da Saúde, do governo federal, nos programas de desempenho da Atenção Primária em Saúde (APS), nos indicadores do Previne Brasil. Pela classificação, são sete os itens avaliados, segundo a responsável por monitorar os indicadores através da Secretaria Municipal de Saúde, Ângela Thier. Além do acompanhamento a gestantes, o programa inclui ainda atenção especial às crianças, pacientes com diabetes e hipertensão (veja boxe abaixo). Em um comparativo no período entre 2021 e 2023, por conta da boa avaliação, Santa Cruz saltou da nota 2.1 para 8.55, um aumento de 300%, de acordo com o governo federal.

Conforme o secretário de Saúde, Fabiano Dupont, o aumento nos índices avaliados representa mais recurso para o município e mais investimentos em saúde. “Este resultado deve-se a uma série de fatores. O principal deles é o reforço que fizemos em nossas equipes nos postos de saúde e a busca ativa dos pacientes, para que eles sejam realmente bem atendidos em nossas unidades”, disse Fabiano.

A expectativa, segundo ele, é de que em 2024 o município fique com uma nota de avaliação ainda maior, o que pode gerar a vinda de mais recursos. A título de comparação, em 2022, por conta da elevação dos índices, vieram cerca de R$ 8 milhões ao município, e em 2023, saltou para R$ 9,5 milhões. “Quanto melhor nosso desempenho, mais recursos recebemos e nossa expectativa é que neste ano vamos receber um montante ainda maior”, confirmou o secretário.

Diabéticos e hipertensos recebem atenção especial

Outras duas situações que recebem atenção especial da Secretaria Municipal de Saúde é o tratamento a pacientes com diabetes e hipertensos, que também contribuem para a boa avaliação nos indicadores. No quesito diabetes, por exemplo, além da atenção especial dispensada aos usuários nos postos de saúde, o município dispõe do Ambulatório de Diabetes, localizado na Rua Capitão Pedro Werlang, 50, no centro, uma referência regional no serviço. No local, segundo a coordenadora e assistente social, Carmen Hamid, são realizados cerca de 1.100 atendimentos/mês, incluindo serviços realizados por profissionais das áreas de nutrição, psicologia, endocrinologia, enfermagem e assistência social.

A aposentada Maria Donila Marques, de 62 anos, é frequentadora do ambulatório, local que recebe os chamados pacientes descompensados, quando há instabilidade no tratamento. Moradora do Bairro Esmeralda, e diagnosticada com diabetes há seis anos, Maria Donila perdeu a visão parcial em função da doença e agora faz tratamento regular para manter a saúde em dia. “Venho sempre aqui para as consultas e este acompanhamento é muito bom. A gente precisa da orientação e é aqui que busco minhas insulinas”, conta ela.

Os hipertensos, outro dos indicadores, também recebem cuidados especiais nas unidades de saúde. Um dos exemplos é o tratamento dispensado na UBS Verena, do Bairro Santo Inácio. Além das consultas periódicas, um dos serviços oferecidos aos usuários é a atividade de Lian Gong, prática chinesa que se caracteriza por exercícios físicos. Maria Evani da Silva Leal, de 63 anos, participa regularmente da atividade duas vezes por semana. “Tenho problema de pressão alta há muitos anos. Nunca deixo faltar meu comprimidinho, mas o que me deixa bem mesmo é a atividade física. Isso aqui é bom demais”, revelou ela.

O cuidado integral à saúde da população é um pedido recorrente na gestão da prefeita Helena Hermany. “Eu fui escolhida para governar esta cidade com o lema de cuidar das pessoas. E isso inclui, além da saúde preventiva, uma estrutura completa nos nossos postos de saúde, para que a população seja bem atendida e receba um tratamento humano e qualificado. Foi assim que nos tornamos referência em saúde no interior do Estado”, disse.

Os 7 indicadores

1 – Número de gestantes com pelo menos seis consultas pré-natal
2 – Número de gestantes com exames de sífilis e HIV
3 – Número de gestantes com atendimento odontológico
4 – Número de mulheres entre 25 e 64 anos com pré-câncer de colo de útero
5 – Número de crianças de um ano de idade com vacinação em dia
6 – Acompanhamento de hipertensos
7 – Acompanhamento a pessoas com diabetes

Escrito por Jornalismo

Rate it

Post anterior

Esportes

Inter enfrenta o Cuiabá, na Arena Pantanal, em sua volta ao Brasileirão neste sábado

O Inter volta a campo neste sábado à noite para enfrentar o Cuiabá, na Arena Pantanal, pelo Brasileirão. O jogo é o segundo após a paralisação das competições devido às enchentes que castigaram o Rio Grande do Sul. No primeiro, na terça-feira, o time colorado saiu na frente, mas permitiu a virada por 2 a 1 do Belgrano, na Arena Barueri, complicando a sua vida na Copa Sul-Americana. Por isso, […]

today01/06/2024 21

Comentários da publicação (0)

Deixe uma resposta

O seu email não vai ser publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *


Rádio Santa Cruz | Rua Ramiro Barcelos, 737 – Centro | Santa Cruz do Sul – RS / CEP 96810-054

Websites: Magicpage

0%